• Gluten Free Brasil

Você sabe o que é a Doença Celíaca Refratária?

A inflamação do intestino e os sintomas da doença celíaca, normalmente, respondem positivamente à retirada do glúten da alimentação. Entretanto, em alguns casos raros, essa melhora pode não acontecer ou reaparecer após certo período, o que chamamos de Doença Celíaca Refratária (DCR).

A doença celíaca refratária ocorre quando o intestino delgado não apresenta uma cicatrização adequada, mesmo após exclusão de alimentos contendo glúten, assim, continuando a sofrer com alterações na sua barreira e na absorção de nutrientes. Os pacientes com a verdadeira doença celíaca refratária, que é uma condição rara, apresentam alto risco em desenvolver complicações graves.

Quanto à sua prevalência, a DCR pode acometer de 0,7 a 1,5% das pessoas com a condição celíaca. A maioria dos pacientes com esse diagnóstico, geralmente, apresenta mais de 50 anos.

A ciência mostra que a adoção de estratégias que auxiliem no sistema imunológico, seja por tratamentos convencionais, como pela alimentação podem favorecer o quadro clínico da DCR. Nutrientes e compostos imunomoduladores (que regulam a imunidade) são essenciais para o tratamento, como ômega-3, vitamina D, curcumina e fibras.

Avanços recentes associados aos mecanismos da doença, em conjunto com o desenvolvimento de terapias, são fundamentais para auxiliar nas futuras abordagens que visam a qualidade de vida dos pacientes.


REFERÊNCIAS

IQBAL, U. et al. Refractory Celiac Disease Successfully Treated With Azathioprine. Gastroenterol Res., v, 10, n. 3, p. 199-201, 2017.

WOODWARD, J. Improving outcomes of refractory celiac disease – current and emerging treatment strategies. Clin Exp Gastroenterol, v. 9, p. 225-236, 2016.

RISHI, A. et al. Refractory celiac disease. Expert Rev Gastroenterol Hepatol., v. 10, n. 4, p. 537-46, 2016.

23 visualizações

©2019 Celíacos do Brasil - Mês da Conscientização da Condição Celíaca. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por