DE BRAÇOS ABERTOS PARA A CONSCIENTIZAÇÃO 

DA DOENÇA CELÍACA

No dia 20 de maio, dois monumentos do Rio de Janeiro, o Cristo Redentor e a Catedral Metropolitana de São Sebastião, receberam a cor verde com o objetivo de alertar sobre o impacto da condição celíaca.

 

Queremos que as pessoas saibam o que é glúten, queremos que as pessoas entendam sobre a condição celíaca para assim, sermos aceitos, respeitados e integrados à sociedade.

 

Verde simboliza esperança e saúde. Esperança, porque quem é celíaco não desiste de lutar pela causa, não desiste da inclusão social e do respeito.  Saúde, porque a partir do momento em que o celíaco descobre o seu diagnóstico e passa a seguir uma alimentação livre de glúten, ele volta a ter saúde, deixando pra trás os problemas que enfrentava.

 

Portanto, foi realizada uma transmissão, ao vivo, pelo instagram do Maio Verde durante a cerimônia da iluminação, que contou com o Coral Vocalizart, o vereador Thiago K. Ribeiro – autor do projeto de lei que obriga bares e restaurantes a informar presença de glúten nos alimentos – e o padre Omar, Reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado.


“Tivemos que vencer diversos obstáculos para realizar esse sonho! Mas com certeza valeu a pena, pudemos aproximar um pouco cada celíaco desse momento histórico, durante a nossa transmissão ao vivo, recebi muitos relatos de pessoas emocionadas com o acontecimento.”- afirma Renata Macena, idealizadora da campanha Maio Verde.  

 

Para Gustavo Negrini, diretor da E4 e da campanha Maio Verde, ao lado de Renata Macena, celíaca e chef de cozinha, o desafio foi grande, uma vez que assumiram a conversa com a Arquidiocese para viabilizar o projeto. “O apoio e envolvimento de todas as marcas sérias, que trazem em sua composição um alimento seguro para quem é celíaco, também foi fundamental para essa conquista. Para a Campanha Maio Verde e todos os celíacos do Brasil e do mundo, por se tratar de um monumento mundial, será um marco na história”, afirma Gustavo.

 

“Nossa ação no Cristo Redentor quer dar visibilidade à condição celíaca. Acreditamos que o resultado dessa campanha será muito positivo e atingirá diversas pessoas que ainda não têm diagnóstico da doença” — afirma Suzane Boyadjian, presidente da Acelbra-RJ, entidade responsável, junto com o Maio Verde, pela iniciativa de iluminação do Cristo.

 

A data foi escolhida em razão do projeto de lei para criação do Dia Nacional da Doença Celíaca a ser celebrado nesta data (PL 6666/2016 Câmara dos Deputados).

No Paraná já está em vigor uma lei estadual, em celebração da data.

A doença celíaca é uma doença autoimune, ou seja, o organismo produz anticorpos que atacam os próprios tecidos, o que pode afetar diversos órgãos e desencadear manifestações extradigestivas.

 

Normalmente, ela é detectada em crianças, mas os sintomas podem aparecer em qualquer idade. 

 

Com o objetivo de aumentar significativamente a visibilidade sobre a condição celíaca e a importância do seu diagnóstico, com a realização da Acelbra RJ e da Campanha Maio Verde, neste ano, dois monumentos de enorme relevância, do Rio de Janeiro, serão iluminados no dia 20 de maio em prol da Causa Celíaca.

 

O Cristo Redentor e a Catedral Metropolitana de São Sebastião, receberão a cor verde para alertar pessoas sobre a doença celíaca. 

 

#MAIOVERDENOCRISTO

Para realização desse grande evento, contamos com

o apoio a colaboração das empresas:

APOIADORES

REALIZAÇÃO

©2019 Celíacos do Brasil - Mês da Conscientização da Condição Celíaca. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por